olheiras

Tipos de olheiras: conheça o tratamento adequado para cada uma

Em alguns dias não há como escapar: ao olhar no espelho você percebe aquelas olheiras que tanto incomodam. De acordo com pesquisa, ¼ das mulheres que apresentam essas manchas escuras ao redor dos olhos relatam insatisfação. Entretanto, é pouco conhecido que existem diversos tipos de olheiras e que cada uma delas ocorre por causas diferentes e têm tratamentos específicos.

Este texto explica melhor como funcionam as olheiras e como podem ser dribladas. Então, acompanhe, para entender melhor o assunto.

O que são e quais os principais tipos de olheiras

As manchas escuras na região das pálpebras, abaixo dos olhos, são comumente chamadas de olheiras. Elas podem surgir por fatores que vão desde noite mal dormida até alimentação pouco saudável, assim como hereditariedade. Conforme o envelhecimento avança, elas tendem a ficar mais escuras e mais chamativas.

Existem quatro tipos de olheiras, que são classificadas por características marcantes. Saiba quais são, em seguida.

Olheiras pigmentares

Esse tipo de olheira tem como principal característica a coloração escura, normalmente amarronzada. Sua causa é o acúmulo de melanina na região, que tem a pele muito fina. De acordo com pesquisas, ocorre com maior frequência em pessoas com a pele negra.

O tratamento envolve o uso de dermocosméticos para a despigmentação, peelings e alguns procedimentos a laser. Também é recomendado evitar exposição solar, visto que pode piorar o aspecto ao longo do tempo.

Olheiras vasculares

São azuis ou até mesmo vermelhas, causadas por um distúrbio no sistema circulatório. Podem causar inchaço na região e é comum se intensificarem em casos de cansaço e estresse.

O tratamento mais indicado é o uso de luz pulsada e carboxiterapia, que ativam a circulação sanguínea. A cafeína e o chá verde também podem ser bons aliados, pois contêm vasoconstritores.

Olheiras sanguíneas

De coloração arroxeada, as olheiras sanguíneas são causadas por acúmulo de hemoglobina nos vasos. O tratamento inclui uso de luz pulsada e dermocosméticos, pois ajudam a promover a microcirculação.

Olheiras profundas

A estrutura óssea facial, diretamente ligada à hereditariedade, é a causa principal deste tipo de olheira. Apesar disso, fatores como o envelhecimento ou o emagrecimento rápido também podem contribuir para sua formação. Elas têm tons castanhos e quase sempre criam uma sombra na região.

O tratamento tem como principal pilar o preenchimento com ácido hialurônico. Também podem ser usados dermocosméticos, que têm ação densificadora

Olheiras mistas

Em alguns casos, pode ocorrer mais de um tipo de olheira no indivíduo. Nesses casos, o tratamento deve ser indicado após avaliação profissional, uma vez que variará, de acordo com a incidência.

Como prevenir?

Para evitar a condição, o primeiro e mais importante passo é o uso constante de protetor solar. Além disso, é recomendado dormir cerca de oito horas de sono por noite e manter uma rotina diária de cuidados com a pele.

Somente um profissional especializado pode recomendar o melhor tratamento para os tipos de olheiras. Por isso, não negligencie a consulta ao dermatologista.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais sobre meu trabalho como dermatologista no Rio de Janeiro.

O que deseja encontrar?

Compartilhe