melasma na gravidez

Dicas para prevenção do melasma durante a gravidez

As desconfortáveis manchas na pele tendem a se agravar durante a gravidez. O melasma é um mal que acomete diversas mulheres nesse período, causando sentimentos diversos e alterações significativas na imagem.

Para as mulheres grávidas, as transformações drásticas relacionadas à estética já causam grande impacto. O corpo e alma passam por mudanças, por isso, o melasma será um problema a menos com uma prevenção adequada.

Neste post você vai saber o que é o melasma e quais são as causas do surgimento das manchas na pele durante a gravidez. Continue lendo e veja dicas de prevenção para evitar o problema na gestação!

O que é o Melasma?

Aquelas manchas escuras na pele que surgem na gravidez são chamadas de Melasma. Geralmente, aparecem predominantemente no rosto — testa, bochechas e lábio superior —, mas podem afetar regiões como mamilos, meio da barriga e vulva, características do período gestacional.

Quais são as causas de surgimento do Melasma na gravidez?

O surgimento do Melasma durante a gestação está associado às alterações e estímulos hormonais. O problema costuma aparecer entre o 4º e 6º mês de gravidez, provocando manchas acentuadas em tons marrons nas regiões específicas.

Entretanto, nem todas as mulheres grávidas são acometidas pelo melasma. Na maioria, a herança genética do fototipo, em uma classificação de 1 a 6, será determinante para a definição de como será a reação da pele à exposição ao sol.

Outro aspecto que colabora para o surgimento da condição é que, em mulheres grávidas, há uma elevação considerável na quantidade de estrogênio. Isso aumenta a produção de melanina, o pigmento que se acentua quando a pele entra em contato com os raios solares.

Como se prevenir das manchas na gestação?

O principal meio de prevenção do melasma na gravidez é o uso contínuo de um protetor solar adequado. O ideal mesmo é evitar qualquer contato com o sol, mas se expor alguns minutos pela manhã é importante para reposição de vitamina D, logo, o protetor é indispensável.

O melasma não tem cura, mas a prevenção ajuda a minimizar o avanço para mais regiões das áreas afetadas. Contudo, quem já usa cosméticos para manchas, ao descobrir a gravidez, deve suspender todo o uso e consultar, imediatamente, um dermatologista.

Muitos produtos são contraindicados no período de gestação e somente um profissional da área poderá orientar sobre a melhor prevenção e tratamento. O clareamento da pele e inibição da reincidência dependerá dos cuidados diários.

Como ainda não tem cura, as mulheres devem, assim que descoberta a gravidez, adotar um comportamento preventivo. Após instaurado, é possível amenizar o efeito das manchas, mas não acabar de vez com o problema — conte com a ajuda profissional para garantir melhores resultados.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais sobre meu trabalho como dermatologista no Rio de Janeiro.

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp