ácido hialurônico

Ácido hilaruônico: o que é qual a indicação?

Com a evolução da medicina estética, surgiram diversas novas possibilidades para combater os sinais do envelhecimento da pele. Na maioria dos casos, esses procedimentos contam com o auxílio do ácido hialurônico, uma substância hidratante e eficaz na promoção do rejuvenescimento da pele.

Você já ouviu falar nela? Caso não, recomendamos a leitura deste post. A seguir, explicaremos tudo o que você precisa saber sobre o assunto.

O que é o ácido hialurônico?

Trata-se de uma grande molécula de açúcar capaz de atrair uma enorme quantidade de água. Além disso, é naturalmente produzida pelo nosso organismo e possui propriedades estimulantes de colágeno.

No entanto, com o passar dos anos, deixa de ser produzida na mesma quantidade, o que causa os primeiros sinais do envelhecimento da pele. O ácido hialurônico também é responsável por preencher os espaços entre as células.

Para que serve?

Em razão das suas propriedades, a substância contribui para a sustentação e a hidratação da pele, evitando a flacidez, as linhas e os sinais de expressão. Neste sentido, é indicado para melhorar o viço da pele e suavizar as rugas.

Ademais, o ácido hialurônico pode ser utilizado de forma injetável, principalmente para melhorar o contorno e volume da face, lábios, sulcos naso-labiais, olheiras, rugas faciais, mãos e em outras regiões do corpo.

Como utilizar?

O ácido hialurônico se tornou um item obrigatório nos tratamentos estéticos em função dos muitos benefícios que produz. Por isso, é facilmente encontrado nas seguintes versões:

  • cremes ou séruns: são dermocosméticos para uso diário, indicado principalmente para hidratar a pele, melhorando sua textura e o aspecto das rugas e vincos. Ademais, seu uso pode ser associado a retinoides, vitamina C e renovadores celulares;
  • injetável: é a versão em gel do ácido utilizada para preenchimento dos volumes dos rostos e do corpo, cicatrizes de acne, celulites e depressões corporais.

Existem contraindicações?

Por ser uma substância produzida naturalmente pelo organismo, ela não será rejeitada por ele. No entanto, a sua aplicação deve ser evitada em pessoas com hipersensibilidade ao composto ou com problemas de coagulação.

Ainda, tanto a versão injetável como os cremes não podem ser aplicados dentro ou próximo a áreas em que haja uma doença de pele ativa, inflamações ou feridas. Da mesma forma, não deve ser aplicado em locais onde um implante tenha sido colocado.

Conheça os benefícios de usar essa substância

O ácido hialurônico é reconhecido pelo seu potencial hidratante. Por isso, o benefício de maior destaque é o de evitar a perda de água na pele, mantendo-a saudável e viçosa. Porém, a substância também pode promover os seguintes benefícios:

  • recuperar a elasticidade e a firmeza da pele;
  • preencher os espaços entre as células, amenizando as rugas e linhas de expressão;
  • melhora o aspecto das olheiras;
  • combate a flacidez da pele;
  • melhora o contorno da face;
  • ameniza marcas de acne.

Portanto, como você pode perceber, a fama do ácido hialurônico é facilmente explicada pelos benefícios que promove. Entretanto, recomenda-se que sua aplicação seja realizada por profissionais qualificados.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais sobre meu trabalho como dermatologista no Rio de Janeiro.

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp